Toxocaríase é uma infecção humana causada por larvas de ascarídeos nematóides que ordinariamente infectam animais. Os sintomas são febre, anorexia, hepatoesplenomegalia, rash cutâneo, pneumonia, asma, ou distúrbio visual. O diagnóstico é feito por meio de imunoensaio enzimático. O tratamento é feito com albendazol ou mebendazol. Corticoides podem ser associados nos casos de sintomas intensos ou envolvimento ocular.


O diagnóstico da toxocaríase baseia-se em achados clínicos, epidemiológicos e sorológicos.

Recomenda-se imunoensaio enzimático (EIA) para antígenos de Toxocara a fim de confirmar o diagnóstico. Mas títulos séricos de anticorpos podem ser baixos ou indetectáveis em pacientes com LMO. As isoaglutininas podem estar elevadas, mas o achado é inespecífico. TC ou ressonância magnética pode revelar múltiplas lesões ovais de 1,0 a 1,5 cm distribuídas no fígado ou em nódulos subpleurais mal definidos no tórax.

É comum haver hiperglobulinemia, leucocitose e eosinofilia acentuada na LMV.

Biópsias de fígado ou outros órgãos afetados podem mostrar reações granulomatosas eosinofílicas, mas as larvas são de difícil detecção em cortes de tecidos e as biópsias são de baixo rendimento. Exames de fezes não são úteis.

Pacientes assintomáticos e aqueles com sintomas leves não exigem terapia anti-helmíntica porque a infecção costuma ser autolimitada.

Para pacientes com sintomas leves a graves, albendazol, 400 mg, VO, 2 vezes/dia, durante 5 dias, ou mebendazol, 100 a 200 mg, VO, 2 vezes/dia, durante 5 dias, são frequentemente usados, mas a duração ideal da terapia não foi determinada.

Anti-histamínicos podem ser suficientes para sintomas leves. Corticoides (prednisona, 20 a 40 mg, VO, 1 vez/dia) são indicados para pacientes com sintomas intensos. Também indicam-se corticoides, tanto locais como orais, também para LMO aguda a fim de reduzir a inflamação no olho.

Fotocoagulação a laser é usada para matar larvas na retina.

Infecção em filhotes de cães por T. canis é comum nos EUA; infecção por T. cati em gatos é menos comum. Mas ambos os animais devem ser regularmente vermifugados. O contato com lixo ou areia contaminado com fezes de animais deve ser minimizado. As caixas de areia devem ser cobertas.com lixo ou areia contaminado com fezes de animais deve ser minimizado. As caixas de areia devem ser cobertas.